Polícia

Polícia prende jovens com maconha hidropônica e LSD em bairro nobre de Campo Grande

Luiz Gabriel de Amorin Franco Filho, 21, e Fraklin Dias Paganotti Franco de 21 anos, foram presos com maconha hidropônica e LSD, no final da tarde desta terça-feira (28), nos bairros Parque Dallas e Giocondo Orsi em Campo Grande. A prisão e apreensão, foram feitas durante investigações da Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico (Denar), […]

Arquivo Publicado em 29/08/2012, às 13h50

None
503416989.jpg

Luiz Gabriel de Amorin Franco Filho, 21, e Fraklin Dias Paganotti Franco de 21 anos, foram presos com maconha hidropônica e LSD, no final da tarde desta terça-feira (28), nos bairros Parque Dallas e Giocondo Orsi em Campo Grande.

A prisão e apreensão, foram feitas durante investigações da Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico (Denar), comandada pelo delegado Marco Antônio Balsanini.

Ao todo, foram apreendidas mais de 10 kg de maconha hidropônica e sete pontos de LSD. Segundo a polícia a maconha pode chegar a ter de quatro até 20 vezes, o índice de THC (Tetrahidrocanabinol), substância entorpecente, maior que a convencional.

Geralmente ela é produzida em estufa, com iluminação especial e em terra encharcada de água, com aplicação, na medida certa de nutrientes e fertilizantes.

Enquanto a maconha considerada “normal” pode ser vendida por aproximadamente R$ 20, cada 50g, a hidropônica custa em torno de R$ 150.

Já o LSD (abreviação de dietilamina do ácido lisérgico), segundo o Ministério da Saúde é, talvez, a mais potente droga alucinógena existente, na qual algumas microgramas já são suficientes para produzir alucinações no ser humano que podem durar horas.

Quem utiliza o LSD também pode ter um “flashback”, que é sentir o efeito da droga, que fica na corrente sanguínea, até anos depois, lembra o delegado. Cada ponto era vendido a aproximadamente R$ 70.

Prisão

Os dois foram presos em frente à casa de Franklin no Parque Dallas, quando chegavam em uma Pajero. Dentro do veículo, a polícia encontrou uma porção de maconha. Já na residência, foi apreendia mais de 10 kg da maconha, dentro de uma bolsa, na varanda da casa.

Dali a Polícia Civil foi à casa de Luiz Gabriel no bairro Giocondo Orsi, onde apreendeu mais porções do entorpecente hidropônico e o LSD.

Jornal Midiamax