Polícia

Associação de Cabos e Soldados pede reforço policial após suspeita de ataques do PCC

Embora o titular da Sejusp/MS (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul), Wantuir Jacini, negue presença de facção criminosa no Estado e possíveis ataques a policiais, a ACS (Associação de Cabos, Soldados e Bombeiros da PM de MS) já se preocupa e pede providências contra possíveis atentados. Por meio do ofício 076/2012, […]

Arquivo Publicado em 20/11/2012, às 20h25

None

Embora o titular da Sejusp/MS (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul), Wantuir Jacini, negue presença de facção criminosa no Estado e possíveis ataques a policiais, a ACS (Associação de Cabos, Soldados e Bombeiros da PM de MS) já se preocupa e pede providências contra possíveis atentados.


Por meio do ofício 076/2012, direcionado ao comandante geral da Polícia Militar, a entidade quer saber ‘quais providências estão sendo tomadas para averiguar a veracidade de tais informações’, divulgadas ontem (19), pela imprensa da Capital.


Como medida efetiva para combater possíveis ataques, a entidade pede ‘reforço das guarnições policiais no período noturno’, as quais podem ser feitas através do aumento de policiais para a realização das abordagens.


Atualmente, apenas dois policiais permanecem nas viaturas, sendo que eles pedem o deslocamento de ao menos mais um policial para acabar com a ‘sensação de insegurança’.

Jornal Midiamax