Polícia

Arquiteto de Coxim é flagrado com propina e preso por corrupção

Foi preso pela Polícia Federal, na quarta-feira (11), em Campo Grande, o arquiteto Gleiner Kim Shirota Ribeiro, 25 anos, responsável pelo setor de projetos da Prefeitura de Coxim, cidade distante 243 km da capital. O arquiteto é suspeito de corrupção passiva, ou seja, solicitação de vantagem indevida. E, n momento em que foi detido ele […]

Arquivo Publicado em 13/04/2012, às 12h19

None

Foi preso pela Polícia Federal, na quarta-feira (11), em Campo Grande, o arquiteto Gleiner Kim Shirota Ribeiro, 25 anos, responsável pelo setor de projetos da Prefeitura de Coxim, cidade distante 243 km da capital.


O arquiteto é suspeito de corrupção passiva, ou seja, solicitação de vantagem indevida. E, n momento em que foi detido ele estava com dois cheques, emitidos pela representante de uma prestadora de serviço, no valor total de R$ 3,1 mil.


Há cerca de 20 dias foi feita a denúncia de que o servidor público teria pedido propina para a prestadora de serviço.


Com autorização judicial, a Polícia fez gravações e acompanhou encontros entre o suspeito e o representante da empresa.


Ação


No final da tarde de quarta-feira, o arquiteto foi até a residência do representante da prestadora de serviços, localizada no bairro Anahy, em Campo Grande. Após receber a propina, o servidor público deixou a casa e poucos metros do local foi abordado pela Polícia Federal.


Penalidade


A denúncia foi realizada pela prestadora de serviço e por isso não será responsabilizada. Já o arquiteto, caso seja condenado, poderá cumprir pena pelo crime de corrupção passiva, que prevê de dois a 12 anos de reclusão.


Nesta sexta-feira (13) a prefeita de Coxim, Dinalva Mourão (PMDB), deve emitir uma nota à imprensa sobre o assunto.


(Com informações do Edição de Notícias/Coxim)

Jornal Midiamax