Polícia

Polícia de Trânsito alerta para riscos de beber ‘quentão’ nas festas juninas e dirigir

Muita gente já deve ter ouvido alguém dizer que na hora do preparo do quentão, bebida típica dos festejos juninos, o álcool da cachaça ou do vinho evaporam na medida em que o preparo é fervido. Isto seria uma ótima notícia para os condutores que poderiam substituir outras bebidas por esta, mas a Companhia Independente […]

Arquivo Publicado em 18/06/2011, às 19h00

None
2096294861.jpg

Muita gente já deve ter ouvido alguém dizer que na hora do preparo do quentão, bebida típica dos festejos juninos, o álcool da cachaça ou do vinho evaporam na medida em que o preparo é fervido. Isto seria uma ótima notícia para os condutores que poderiam substituir outras bebidas por esta, mas a Companhia Independente de Trânsito (Citam) alerta que muita gente pode “cair” no teste do bafômetro se ingerir quantidades que possam configurar marcas puníveis no etilometro.

O comandante da Ciptran, major Alírio Villasanti Romero destaca que não adianta ferver bastante o quentão acreditando que o álcool vai evaporar. Na verdade pode haver é uma maior concentração do componente com a evaporação da água no processo. “O álcool demora até 12 horas para sair totalmente do corpo humano, independente do tipo de bebida consumida. Então é bom que os condutores não consumam antes de dirigir para não colocar em risco a sua e a vida de terceiros”, frisa.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, se um condutor apresentar até 0,30 g/litro de álcool no sangue, por meio do bafômetro, ele é punido administrativo. Isto significa falta gravíssima que dá sete pontos negativos na carteira, multa de R$ 957,70, suspensão do direito de dirigir por 12 meses e retenção do veículo até que alguém habilitado em condições possa guiá-lo.

O condutor que for flagrado dirigindo com teor alcoólico acima de 0,30g/litro de sangue responde criminalmente com penalidade de seis a três anos de detenção, multa, pode ter a carteira de motorista suspensa ou ainda ficar proibido de dirigir.

O major alerta que o álcool na corrente sanguínea de um condutor é componente importante para retirada dos reflexos. “Ele perde a noção de distância e acaba potencializando um crime de trânsito”, finaliza.

Para quem vai ficar em casa e quiser aproveitar o final de semana para preparar um quentão de vinho, segue receita retirada do culinária-receitas.com.br

Ingredientes


  • 1 copo de água (200 ml)
  • 1/2 copo de cachaça
  • 2 litros de vinho tinto suave
  • 2 paus de canela
  • 1 1/2 copo de açúcar
  • Gengibre a gosto
  • Cravos a gosto

Modo de preparo



  • Numa panela junte todos os ingredientes ao fogo.
  • Assim que levantar fervura, deixe por mais 10 minutos.
  • Em seguida sirva.
  • Tome a bebida quente.
  • Rendimento: 12 porções pequenas
Jornal Midiamax