Polícia

Itaporã: Albergado é indiciado por passar celular para outros presos

O albergado João Maria de Oliveira, vulgo “Gauchinho”, foi indiciado na tarde desta quinta-feira (10), por passar através da grade, um aparelho de telefonia celular à outro preso que se encontrava na cela 1 da Delegacia de Polícia de Itaporã. “Gauchinho” cumpre sua pena prestando serviços comunitários na Delegacia, realizando serviços de pintura no prédio. […]

Arquivo Publicado em 11/02/2011, às 12h27

None
1676238452.jpg

O albergado João Maria de Oliveira, vulgo “Gauchinho”, foi indiciado na tarde desta quinta-feira (10), por passar através da grade, um aparelho de telefonia celular à outro preso que se encontrava na cela 1 da Delegacia de Polícia de Itaporã.

“Gauchinho” cumpre sua pena prestando serviços comunitários na Delegacia, realizando serviços de pintura no prédio. Foi o investigador de plantão que desconfiou da atitude do albergado.

Como o prédio da unidade policial possui várias câmeras de vídeo, não foi difícil confirmar a suspeita, olhando o arquivo do sistema.

Policiais realizaram uma revista nas celas, e além de abortar uma tentativa de fuga em massa, localizaram na rede de esgoto um aparelho de celular, contendo um chip Vivo e carregador. Segundo o preso Tiago da Silva é de sua propriedade, e que foi o “Gauchinho” quem facilitou a entrada do aparelho na cela.

Ouvido pelo delegado Dr. Wisnton Ramão Albres Garcia, o albergado João Maria de Oliveira, negou que tenha introduzido o celular para dentro da cela, mas as imagens da câmera de vídeo da Delegacia provam o contrário.

“Gauchinho” foi indiciado pelo art. 349-A do Código Penal (Ingressar, promover, intermediar, auxiliar ou facilitar a entrada de aparelho telefônico de comunicação móvel, de rádio ou similar, sem autorização legal, em estabelecimento prisional. (Incluído pela Lei nº 12.012, de 2009). Se condenado, a pena é de detenção três meses a um ano.

Jornal Midiamax