Polícia

Família e amigos de segurança morto com soco protestam para que agressor continue preso

Jeferson Bruno Gomes Escobar, de 23 anos, morreu na madrugada de sábado, agressor Cristhiano Luna de Almeida (23) está detido na Depac

Arquivo Publicado em 21/03/2011, às 11h37

None
1971162339.jpg

Jeferson Bruno Gomes Escobar, de 23 anos, morreu na madrugada de sábado, agressor Cristhiano Luna de Almeida (23) está detido na Depac

Amigos e familiares do segurança Jéferson Bruno Gomes Escobar, de 23 anos, que morreu após ter sido agredido na madrugada de sábado (19) por Cristhiano Luna Almeida, de 23 anos, farão uma manifestação na manhã de hoje, às 11h, em frente ao Fórum de Campo Grande, localizado na Rua da Paz, para pedir que o agressor continue preso.

Após a agressão, Cristhiano foi preso e está detido na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), mas pode receber a liberdade caso seja acatada um pedido de liberdade provisória, a defesa do rapaz já está trabalhando nisso.

Segundo a prima de Bruno, Mayara Gonçalves, de 23 anos, o protesto terá vários amigos do segurança, dentre eles membros da Mancha Verde, torcida do Palmeiras, e Falange Vermelha, do Comercial. Bruno torcia para os dois times.

A prima conta que a família está muito abatida e revoltada com a morte de Bruno, já que ele era considerado um rapaz tranquilo.

Bruno foi sepultado neste domingo (20), no cemitério Santo Amaro.



Jornal Midiamax