Polícia

Autores da morte de sargento dos bombeiros podem ser presos ainda hoje

O crime ocorreu na madrugada de domingo (25), na Rua Dourados esquina com a Rua Guanabara, no bairro Nascente do Segredo.

Arquivo Publicado em 27/12/2011, às 13h24

None
524140981.jpg

O crime ocorreu na madrugada de domingo (25), na Rua Dourados esquina com a Rua Guanabara, no bairro Nascente do Segredo.

Uma diligência a ser realizada ainda hoje pode culminar na prisão em flagrante dos dois suspeitos da tentativa de homicídio contra Willians Cristofer de Oliveira Souza, 20 anos e que resultou na morte do sargento do Corpo de Bombeiros, Marcos Luciano Guilherme dos Santos, 40 anos. A informação é do delegado Weber Luciano de Medeiros, titular da 2° DP (Delegacia de Polícia), responsável pelo caso.


O crime ocorreu na madrugada de domingo (25), na Rua Dourados esquina com a Rua Guanabara, no bairro Nascente do Segredo. “O conjunto de evidências, os depoimentos que colhemos de vizinhos, do pai do João Paulo e a própria confissão da vítima já nos dão a certeza da participação de Valdir Alves da Conceição, 23 anos, vulgo Telune e João Paulo Neves Dutra, 21 anos. Por conta de uma antiga rixa, eles encontraram o Willians na rua e saíram atirando atrás dele, que corria dos autores. Entre 3h30 e 4h, o sargento passava de carro com um amigo, chamado de Roosevelt, que freou e desceu para ver o que estava acontecendo, momento em que foi atingido por dois tiros no tórax e morreu logo depois”, afirma o delegado.


Segundo o delegado, João Paulo, o pai dele e Valdir estavam passando o Natal juntos, já que moram na mesma residência. “Na noite do crime, eles saíram de casa por volta das 3h, de bicicleta. Telune estava armado com uma garrucha e o comparsa com uma sacola cheia de projéteis. O pai de João Paulo disse que eles viram o Willian na rua e eles então começaram a perseguir a atirar na direção dele. Uma das balas o atingiu nos braços. A briga é por conta de drogas”, diz o delegado.


Willian é vítima neste caso, mas foi preso por estar com um mandado em aberto por furto e tentativa de homicídio quando era menor, de acordo com o delegado. Já Valdir, que possui passagens por homicídio e tráfico de drogas, juntamente com João Paulo, que também possui passagens por tentativa de homicídio, receptação e roubo, serão indiciados por tentativa de homicídio qualificado por uso de arma, motivo fútil e impossibilidade de defesa.


“O amigo do sargento reconheceu os dois autores, através de fotos que possuímos no nosso sistema. Eles já são adeptos do crime, temos até informações não oficiais de que Valdir teria matado o próprio irmão quando era menor de idade”, afirma o delegado. Caso a prisão não seja realizada ainda hoje, o delegado Valdir Benetti, do 2° DP, cuidará das investigações, já que o delegado Weber sairá de férias.

Jornal Midiamax