Polícia

Polícia encontra bomba em shopping de São Paulo

Um explosivo à base de nitrato de amônia foi encontrado hoje em um banheiro do segundo andar do hotel Maksoud Plaza, região central de São Paulo. Policiais do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) foram acionados e desativaram o explosivo. A assessoria de imprensa do Maksoud confirmou ter recebido ameaça de bomba, mas negou que […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Um explosivo à base de nitrato de amônia foi encontrado hoje em um banheiro do segundo andar do hotel Maksoud Plaza, região central de São Paulo.

Policiais do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) foram acionados e desativaram o explosivo. A assessoria de imprensa do Maksoud confirmou ter recebido ameaça de bomba, mas negou que os policiais tivessem encontrado o explosivo.

Segundo o tenente Ricardo Folkis, o artefato continha cerca de 500 gramas de “emulsão explosiva” e tinha poder para destruir o banheiro. “Não dava para ver se era explosivo a olho nu. O artefato foi removido até a garagem do hotel, e lá desmantelado”, disse o tenente.

O explosivo seria detonado por um pavio. Ou seja, alguém precisaria colocar fogo para provocar a explosão.

Uma telefonista do hotel recebeu uma ligação informando sobre a ameaça no momento em que um candidato ao governo do Estado de São Paulo, Fernando Fantauzzi (PST), apresentava propostas para a área de segurança pública, em entrevista coletiva no hotel.

No telefonema, a pessoa teria se identificado como integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Folha Online

Jornal Midiamax