Boris chama Putin de ditador e diz que fará 'todo o possível para dar assistência à Ucrânia'

O premiê afirmou que a guerra deflagrada pela Rússia contra a Ucrânia deve terminar em fracasso
| 24/02/2022
- 17:05
Boris Johnson
Boris Johnson - Divulgação

O primeiro-ministro do , Boris Johnson, classificou o atual presidente da Rússia, Vladimir Putin, como ''ditador russo'' nesta quinta-feira (24) em pronunciamento.

O premiê afirmou que a guerra deflagrada pela Rússia contra a deve terminar em fracasso e que o Reino Unido vai apoiar a Ucrânia no conflito. Boris deu sua palavra que o Reino Unido e seus aliados vão barrar a ação de Putin.

“Apesar de todas as suas bombas, tanques e mísseis, não acredito que o ditador russo algum dia subjugue o sentimento nacional dos ucranianos e sua crença apaixonada de que o país deve ser livre”, afirmou Boris Johnson, em vídeo divulgado pelo governo britânico. “Nossos piores medos agora se tornaram realidade”, disse ele em um trecho do vídeo.

Ainda segundo o primeiro-ministro, o presidente da Rússia “desencadeou a guerra em nosso continente europeu”, ao atacar “um país amigo sem qualquer provação e sem qualquer desculpa confiável”.

“Nossa missão é clara. Diplomaticamente, politicamente, economicamente e, eventualmente, militarmente esse empreendimento hediondo e bárbaro de Vladimir Putin deve terminar em fracasso”, disse o primeiro-ministro.

Confira o pronunciamento completo:

Veja também

O Brasil assumiu hoje (1º) a presidência rotativa do Conselho de Segurança das Nações Unidas...

Últimas notícias