Mundo

Vacina russa contra a Covid-19 apresentou eficácia de 91,6% contra a doença

A vacina Sputnik V, desenvolvida pelo instituto russo de pesquisa Gamaleya para a Covid-19, possui eficácia de 91,6% contra a doença, a eficácia contra casos moderados e graves da doença foi de 100% Os resultados preliminares foram publicados nesta terça-feira (2) na revista científica “The Lancet”, uma das mais respeitadas do mundo. A vacina também […]

Gabriel Neves Publicado em 02/02/2021, às 11h00

Sputnik V. (Foto: Reprodução/Reuters)
Sputnik V. (Foto: Reprodução/Reuters) - Sputnik V. (Foto: Reprodução/Reuters)

A vacina Sputnik V, desenvolvida pelo instituto russo de pesquisa Gamaleya para a Covid-19, possui eficácia de 91,6% contra a doença, a eficácia contra casos moderados e graves da doença foi de 100%

Os resultados preliminares foram publicados nesta terça-feira (2) na revista científica “The Lancet”, uma das mais respeitadas do mundo.

A vacina também mostrou eficácia de 91,8% com os idosos, resultado gerado após uma subanálise de 2 mil adultos com mais de 60 anos. Ela também foi bem tolerada nessa faixa etária.

A vacina é a quarta a ter resultados publicados em uma revista, depois de Pfizer/BioNTech, Oxford/AstraZeneca e Moderna. Quando isso acontece, significa que os dados foram revisados e validados por outros cientistas.

Jornal Midiamax