Mundo

Sete pessoas morrem após comer carne de tartaruga-marinha envenenada

No total, 38 pessoas foram hospitalizadas e até o momento três pessoas continuam internadas

Maria Eduarda Fernandes Publicado em 30/11/2021, às 14h20

Ao menos cinco famílias comeram o prato na última quinta-feira (25)
Ao menos cinco famílias comeram o prato na última quinta-feira (25) - Divulgação

Sete pessoas morreram após comerem carne de tartaruga-marinha envenenada na ilha de Pemba, na Tanzânia. Outras 38 pessoas precisaram ser hospitalizadas, mas a maioria já recebeu alta. Até o momento três pessoas continuam internadas. Segundo o comandante da polícia local, Juma Said Hamis, pelo menos cinco famílias comeram a carne na última quinta-feira, 25. Dentre as vítimas fatais está uma criança de três anos.

Mesmo considerada uma iguaria comum na região, a carne já foi proibida pelas autoridades. De acordo com a BBC News, algumas amostras da carne de tartaruga marinha foram enviadas para que especialistas pudessem fazer testes para encontrar respostas sobre o que pode ter acontecido com aqueles que consumiram a carne tóxica.

Mesmo que ainda não tenha sido descoberto o real motivo, há uma teoria de que o envenenamento poderia vir de uma alga conhecida por produzir venenos mortais à medida que as temperaturas aumentam na região entre o mês de novembro e março. As tartarugas marinhas comem dessas algas e sua carne acaba se tornando perigosa por isso. 

Em março de 2021, 19 pessoas morreram devido ao consumo de carne de tartaruga marinha em Madagascar, das quais nove eram crianças.

Ocorrências do tipo também já foram registradas na Indonésia, na Micronésia e em ilhas da Índia segundo o jornal O tempo. 

Jornal Midiamax