Mundo

Para combater narcotráfico, Paraguai inaugura laboratório de 2,5 milhões de dólares

Obra inaugurada nesta segunda-feira recebeu dinheiro dos Estados Unidos, Alemanha e China

Marcos Morandi Publicado em 28/06/2021, às 10h41

Presidente do Paraguai, em recepção ao embaixador da China
Presidente do Paraguai, em recepção ao embaixador da China - Senad

Com a presença do Presidente da República do Paraguai, Mario Abdo Benitez e do Embaixador da China, a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) inaugurou nesta segunda-feira (27) o Laboratório e Centro de Evidência Forense.

O espaço recebeu investimentos de US$ 2,5 milhões de dólares dos Estados Unidos, Alemanha e China e conta com equipamentos tecnológicos avançados e é voltado para o combate ao narcotráfico internacional.

De acordo com informações da Senad, as novas instalações do laboratório forense permitirão potenciar as capacidades técnicas e científicas da instituição. O projeto atual foi concebido de forma a cumprir as exigências do Ministério da Saúde Pública e Assistência Social, de forma a permitir a sua realização análises em amostras biológicas que constituirão uma nova linha de trabalho.

Além disso, segundo o órgão, o laboratório terá maior eficácia nas análises das substâncias derivadas da cannabis, inclusive as que são voltadas para uso medicinal. Além disso, com análises avançadas, poderá permitir a adoção de normas internacionais relacionadas com laboratórios de ensaio no domínio dos exames de drogas produzidas pelo narcotráfico.

O depósito de provas,  localizado no andar térreo do prédio abrigará as amostras apreendidas, atendendo aos requisitos de controle de acesso do pessoal ao local e à identificação digital de cada prova que entrar no local.  Além disso, todos os procedimentos no local serão digitalizados, com uso de softwares que visa a eliminação do uso de papel em todo o edifício.

Jornal Midiamax