Mundo

Nova York celebra primeiro dia sem mortes por Covid e vida começa a voltar à normalidade na cidade

Restaurantes, bares, shows e eventos em geral já estão operando em capacidade máxima

João Ramos Publicado em 05/06/2021, às 08h59

24 horas sem nenhuma morte causada pelo coronavírus
24 horas sem nenhuma morte causada pelo coronavírus - (Reprodução)

A cidade de Nova York, nos Estados Unidos, teve o primeiro dia sem mortes por Covid-19 nesta sexta-feira (04), registrando uma queda de 95% no número de infectados pela doença. A marca foi motivo de celebração pública e motivou comentários do prefeito Bil de Blasio.

Campanhas de incentivo à vacinação tem feito a diferença na cidade norte-americana, e quem se imuniza pode ganhar duas semanas de graça no serviço de bicicletas de aluguel, por exemplo.

Dois meses

Desde abril, a média móvel de casos de Covid-19 nos EUA está em queda significativa. 63% dos adultos americanos receberam pelo menos uma dose das três vacinas disponíveis para aplicação. Em 12 dos 50 estados, o número chega a 70%.

No mesmo mês, Nova York chegou a registrar mais de mil mortos por dia. A cidade tem a maior densidade populacional dos EUA e representa um desafio para as políticas de distanciamento social, já que virou o epicentro da pandemia no país.

Voltando à normalidade

Restaurantes, bares, shows e eventos em geral passaram a operar em capacidade máxima. O presidente dos EUA, Joe Biden, estabeleceu o dia 4 de julho como meta para reabertura total das atividades no país. O Dia da Independência será lembrado como um marco na luta contra o coronavírus nos EUA.

Jornal Midiamax