Mundo

Mianmar fecha aeroporto internacional até maio, após golpe militar

O governo militar, que assumiu o poder após um golpe de Estado em Mianmar, fechou o principal aeroporto internacional do país, medida que deve se manter por quatro meses. Conforme publicado no portal G1, o gerente do aeroporto de Yangon, Phone Myint, informou à agência de notícias Reuters que o aeroporto ficará fechado até maio, […]

Gabriel Neves Publicado em 02/02/2021, às 10h41

Veículos do Exército de Mianmar trafegam por rua em Mandalay nesta terça-feira (2), um dia após o golpe militar no país. (Foto: Reprodução/Reuters)
Veículos do Exército de Mianmar trafegam por rua em Mandalay nesta terça-feira (2), um dia após o golpe militar no país. (Foto: Reprodução/Reuters) - Veículos do Exército de Mianmar trafegam por rua em Mandalay nesta terça-feira (2), um dia após o golpe militar no país. (Foto: Reprodução/Reuters)

O governo militar, que assumiu o poder após um golpe de Estado em Mianmar, fechou o principal aeroporto internacional do país, medida que deve se manter por quatro meses.

Conforme publicado no portal G1, o gerente do aeroporto de Yangon, Phone Myint, informou à agência de notícias Reuters que o aeroporto ficará fechado até maio, sem uma data exata.

O jornal “Myanmar Times” afirmou que a permissão para pousar e decolar foi revogada para todos os voos, incluindo os de socorro, até as 23h59 do dia 31 de maio.

O Conselho de Segurança da ONU vai se reunir nesta quinta para debater o golpe militar no país asiático, que faz fronteira com China, Bangladesh, Laos e Tailândia no sudeste da Ásia.

Jornal Midiamax

☰ Últimas Notícias