Mundo

Governo do Paraguai decreta toque de recolher a partir deste sábado

“Todos os cidadãos do Paraguai devem permanecer em suas casas ou onde estão e podem fazer o mínimo e indispensável de deslocamento para a reposição de alimentos, remédios e produtos de limpeza”, anunciou nesta quarta-feira (24) o chefe da Casa Civil, Hernán Huttemann. Posteriormente, as medidas foram oficializadas com o decreto 5053. Os setores isentos […]

Diego Alves Publicado em 24/03/2021, às 22h39

Chefe de Gabinete Hernán Hutteman, que fez o anúncio das restrições.
Chefe de Gabinete Hernán Hutteman, que fez o anúncio das restrições. - Chefe de Gabinete Hernán Hutteman, que fez o anúncio das restrições.

“Todos os cidadãos do Paraguai devem permanecer em suas casas ou onde estão e podem fazer o mínimo e indispensável de deslocamento para a reposição de alimentos, remédios e produtos de limpeza”, anunciou nesta quarta-feira (24) o chefe da Casa Civil, Hernán Huttemann. Posteriormente, as medidas foram oficializadas com o decreto 5053.

Os setores isentos da medida, são os de saúde pública e privados, supermercados, despensas e farmácias. Prevê-se também que os negócios não essenciais continuem a funcionar 24 horas por dia na modalidade de entrega ao domicílio, bem como os estabelecimentos gastronômicos na modalidade de delivery ou entrega ao domicílio.

Da mesma forma, a execução de obras públicas e obras civis continuará além do serviço de transporte de carga fluvial e terrestre, bem como o serviço aduaneiro.

Já o serviço de hospedagem será disponibilizado apenas para pessoas que residam no mesmo departamento e para aquelas que fizeram reserva antes das novas medidas restritivas. Eventos dentro dos alojamentos são proibidos.

Em relação ao ensino superior, as aulas continuarão a ser transmitidas à distância ou na modalidade virtual. Tem continuidade as atividades relacionadas ao comércio exterior tão importante quanto às indústrias em geral e sua cadeia logística.

No transporte público, nas unidades não podem transportar passageiros em pé e a circulação para compra de alimentos e produtos essenciais é das 05 às 20 horas.

As reuniões de eventos, lazer e entretenimento estão suspensas e os parques públicos a cargo do Ministério das Obras Públicas ficarão fechados durante os oito dias. (Informações do Última Hora)

Jornal Midiamax