Mundo

Cientistas pedem que vacinas da Pfizer e da Moderna sejam de dose única para quem já teve covid

Em carta assinada por oito profissionais, é dito que a infecção causa o mesmo efeito que a aplicação da segunda dose

Gabriel Neves Publicado em 27/05/2021, às 09h04

Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa. - (Foto: Arquivo/Midiamax)

Oito cientistas assinaram uma carta recomendando a aplicação de apenas uma dose das vacinas da Pfizer e da Moderna para pessoas que já tiveram covid-19 previamente.

A publicação do documento ocorreu na terça-feira (25), no periódico EBioMedicine, da revista The Lancet, o texto conta com contribuições de pesquisadores dos Estados Unidos, do Reino Unido e da Itália.

Segundo os autores, as evidências sugerem que, após aplicação em massa em alguns lugares, surgiram repostas de anticorpos à primeira dose dessas vacinas em indivíduos previamente infectados pelo coronavírus são iguais ou superiores aos encontrados após a segunda dose do imunizante em pessoas que nunca tiveram a doença.

Eles defendem que essa estratégia liberaria uma parcela significativa das já escassas doses de vacinas. Portanto, a sugestão dos autores é de que o regime de dose única seja adotado com as vacinas de mRNA em pessoas que já foram infectadas.

Eles ainda recomendam uma avaliação dos imunizantes que usam outras plataformas para verificar se esses mesmos princípios se aplicam.

*Com informações do jornal Zero Hora.

Jornal Midiamax