Mundo

Cachorrinho foi abandonado com mochila, cartão de vacinação e seu brinquedo favorito na Colômbia

Uma mulher o resgatou e viu que o nome do tutor estava riscado na carteira de vacinação do animal

Kelen Bueno Publicado em 26/12/2021, às 09h35

Pequeno poodle branco encontrado na Colômbia
Pequeno poodle branco encontrado na Colômbia - Reprodução / Redes Sociais

Quando amamos nossos animais, não os abandonamos. Este é um princípio fundamental para quem deseja ter um bicho de estimação. Infelizmente, nem todas as pessoas têm essa responsabilidade com os pequenos indefesos, foi o caso do cachorrinho abandonado, mais um, dentre tantos que sofrem pela crueldade de seus tutores.

Um pequeno poodle, com cerca de dois anos foi encontrado sozinho e abandonado em uma rua de Pasto, na Colômbia. Moradores que estavam passando no local o encontraram com uma mochila, seu brinquedo e um cartão de vacinação.

Quem fez o resgate foi María de los Ángeles Zambrano, a dona de casa assumiu a responsabilidade de cuidar e alimentar o cãozinho e o acolheu em sua casa, até que ele encontrasse um lar adotivo.

María questionou se o cão estava perdido ou foi deixado, mas, ao perceber que a carteira de vacinação estava com o nome do dono riscado, logo percebeu que se tratava infelizmente de abandono. Ela anunciou em suas redes sociais que o encontrou e que investigações estão sendo conduzidas para encontrar os responsáveis.

O poodle branco foi entregue aos cuidados da ONG Angeles de Cuatro Patas Foundation, uma instituição que garante o bem-estar de animais abandonados no sudoeste da Colômbia. Ele só poderá ser adotado quando os procedimentos legais forem finalizados.

O caso repercutiu e um homem, que se identificou como suposto dono do animal entrou em contato com o abrigo pedindo que o cãozinho seja ‘imediatamente devolvido’.

María, que o resgatou alega que quando o animal não tem identificação e está na rua, a guarda vai diretamente para quem o salvou ou para um abrigo de animais. “Tememos que a lei devolva o cachorro ao seu suposto dono. Não acreditamos em lágrimas falsas, mas em fatos. Nesse momento, o cachorrinho ainda está no abrigo, ele está calmo. Temos medo de que ele volte para as mãos de quem claramente o abandonou”, lamentou.

Jornal Midiamax