Mundo

BioNTech pede autorização para utilizar vacina contra covid em adolescente na União Europeia

Mesmo pedido já foi feito aos Estados Unidos, a empresa pretende que o imunizante seja utilizado também em pessoas de 12 a 15 anos

Gabriel Neves Publicado em 29/04/2021, às 08h46

No momento, a vacina desenvolvida em parceria com a americana Pfizer está autorizada apenas para as pessoas com mais de 16 anos.
No momento, a vacina desenvolvida em parceria com a americana Pfizer está autorizada apenas para as pessoas com mais de 16 anos. - (Foto: Reprodução/AFP)

O laboratório alemão BioNTech deverá apresentar à UE (União Europeia) um pedido para que sua vacina contra a covid-19, desenvolvida em parceria com a americana Pfizer, seja autorizada para adolescentes entre 12 e 15 anos.

"Na Europa, estamos nas últimas etapas antes de apresentar os dados dos testes clínicos à Agência Europeia de Medicamentos (EMA) e a validação levará entre quatro e seis semanas", afirmou Ugur Sahin, cofundador e diretor da BioNTech, à revista alemã Spiegel.

No momento a vacina já está autorizada, mas apenas para pessoas acima dos 16 anos. O mesmo pedido já foi apresentado nos Estados Unidos, onde a empresa pede autorização para ampliar a vacinação e alcançar a população de entre 12 e 15 anos.

O pedido é baseado em dados de testes clínicos em fase 3 nesta faixa de idade publicados no fim de março, que "demonstraram eficácia de 100%" para evitar a doença, segundo os laboratórios.

*Com informações da AFP

Jornal Midiamax