Ao menos cinco pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas em um massacre na região de Catatumbo, na . Autoridades colombianas informaram, neste domingo (7), que ainda não sabem quem cometeu o crime e quais seriam suas motivações.

A Defensoria do povo fez um alerta sobre os riscos para a população da região, devido à disputa pelo controle do narcotráfico pelo Exército da Libertação Nacional (ELN), segundo publicado no portal iG.

“Avaliamos fatos alvo de investigação pelo homicídio coletivo de cinco pessoas e cinco feridos”, disse o ministro da Defesa, Diego Molano.

O ministro da defesa colombiano deverá enviar 600 militares para Catatumbo e ofereceu uma recompensa de 50 mil pesos colombianos para quem tiver informações sobre o crime.