Mundo

Universidade recebe de 1,9 mi de libras do governo britânico para pesquisar vacina

A Universidade de Cambridge, no Reino Unido, informou nesta terça-feira, 25, que recebeu aporte de 1,9 milhões de libras do governo britânico para realizar pesquisas para desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus. Os recursos foram mobilizados por meio do programa Innovate UK, que busca acelerar estudos sobre a covid-19. Segundo a instituição, os testes […]

Agência Estado Publicado em 25/08/2020, às 21h58

Imagem ilustrativa. (Foto: Divulgação/SUS)
Imagem ilustrativa. (Foto: Divulgação/SUS) - Imagem ilustrativa. (Foto: Divulgação/SUS)

A Universidade de Cambridge, no Reino Unido, informou nesta terça-feira, 25, que recebeu aporte de 1,9 milhões de libras do governo britânico para realizar pesquisas para desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus. Os recursos foram mobilizados por meio do programa Innovate UK, que busca acelerar estudos sobre a covid-19.

Segundo a instituição, os testes clínicos devem começar ainda este ano e serão conduzidos em parceria com a biotech DIOSynVax. Os pesquisadores pretendem explorar um banco de sequências genéticas de todos os coronavírus existentes para desencadear uma reação imunológica que possa evitar efeitos colaterais, como hiperinflamação.

Diferente da maior parte das pesquisas, que buscam neutralizar o vírus a partir do RNA, o imunizador experimental da universidade britânica, batizado de DIOS-CoVax2, será baseado no DNA. “Em última análise, nosso objetivo é fazer uma vacina que não apenas proteja do SARS-CoV-2, mas também de outros coronavírus relacionados que podem ser transmitidos de animais para humanos”, explica o professor Jonathan Heeney, que lidera os testes.

Jornal Midiamax