Mundo

Rússia libera vídeo secreto de bomba nuclear mais poderosa do mundo explodindo

O governo russo liberou, em um documentário, imagens de uma bomba nuclear lançada como “teste” em 1961. A Tsar Bomba é considerada, até hoje, a mais poderosa do mundo é 1500 vezes mais potente que as bombas lançadas pelos Estados Unidos em Hiroshima e Nagasaki juntas. A Tsar Bomba, ou Bomba do Czar, foi lançada […]

Danielle Errobidarte Publicado em 27/08/2020, às 07h15

Imagens foram divulgadas em documentário da agência estatal atômica russa. (Foto: Reprodução)
Imagens foram divulgadas em documentário da agência estatal atômica russa. (Foto: Reprodução) - Imagens foram divulgadas em documentário da agência estatal atômica russa. (Foto: Reprodução)

O governo russo liberou, em um documentário, imagens de uma bomba nuclear lançada como “teste” em 1961. A Tsar Bomba é considerada, até hoje, a mais poderosa do mundo é 1500 vezes mais potente que as bombas lançadas pelos Estados Unidos em Hiroshima e Nagasaki juntas.

A Tsar Bomba, ou Bomba do Czar, foi lançada em 30 de outubro de 1961, no Oceano Ártico, na ilha de Nova Zembla, e explodiu com a força de mais de 50 milhões de toneladas de TNT. A agência estatal atômica russia lançou um documentário que mostra a explosão.

Para se ter uma ideia do poder de destruição da bomba, ela pesava mais de 27 toneladas e tinha 8 metros de altura e 2,6m de diâmetro. Devido ao tamanho, ela não serviu aos propósitos da Guerra Fria, à época, por ser praticamente impossível transportá-la. Por isso, acredita-se que ela tenha sido usada apenas para fazer “propaganda” do poder bélico da antiga União Soviética.

A Tsar Bomba foi lançada a 4 mil metros acima do solo e, como a bola de fogo não chegou a ter contato com o chão, a quantidade de radiação foi surpreendentemente baixa. O clarão de luz provocado pôde ser visto a mais de mil quilômetros de distância.

Confira o vídeo (o lançamento da bomba acontece a partir de 21 minutos e 50 segundos do documentário):

(Com informações do History UOL).

Jornal Midiamax