Mundo

Países europeus começam a flexibilizar medidas de isolamento contra o coronavírus

França e Espanha, dois dos países mais atingidos pela pandemia de coronavírus na Europa, começaram a flexibilizar gradualmente as medidas de isolamento impostas para conter o avanço da doença. Nesta segunda-feira (11), lojas começaram a reabrir em regiões específicas e algumas crianças voltando às aulas. A decisão de retomar parte das atividades tem como objetivo […]

Matheus Maderal Publicado em 11/05/2020, às 11h52

Foto: divulgação
Foto: divulgação - Foto: divulgação

França e Espanha, dois dos países mais atingidos pela pandemia de coronavírus na Europa, começaram a flexibilizar gradualmente as medidas de isolamento impostas para conter o avanço da doença. Nesta segunda-feira (11), lojas começaram a reabrir em regiões específicas e algumas crianças voltando às aulas.

A decisão de retomar parte das atividades tem como objetivo reduzir o impacto econômico do isolamento. O Produto Interno Bruto (PIB) da França, por exemplo sofreu contração de 5,8% no primeiro trimestre de 2020 ante o quarto trimestre de 2019, segundo dados do governo. Este foi o maior recuo da história para o período.

O ministro de Saúde francês, Olivier Veran, ponderou, no entanto, que a flexibilização das medidas restritivas pode ser revertida caso a infecção de coronavírus volte a subir. “Se o vírus retomar sua corrida maluca, podemos decretar o lockdown novamente”, disse. Os franceses estão sob regime de isolamento total desde 17 de março.

Hoje, a França tem, pelo menos 176,97 mil infectados pelo coronavírus e 26,3 mil vítimas da covid-19 – o quinto país com maior número de mortes em todo o mundo. Na Espanha, a situação é ainda pior, com 268,14 mil infectados e 26,7 mil vítimas. (Com agências internacionais)

Jornal Midiamax