Mundo

OMS afirma que poliomielite está erradicada na África após 4 anos sem novos casos

A OMS (Organização Mundial da Saúde) informou oficialmente nesta terça-feira (25) que a poliomielite selvagem está erradicada da África, após quatro anos sem registro de novos casos. A erradicação do poliovírus selvagem, causador da paralisia infantil, é a segunda erradicação desde a varíola, há 40 anos. O último caso do poliovírus foi registrado na Nigéria, […]

Danielle Errobidarte Publicado em 25/08/2020, às 18h45

Continente não registra novos casos há 4 anos. (Foto: Reprodução/ Pius Utomi)
Continente não registra novos casos há 4 anos. (Foto: Reprodução/ Pius Utomi) - Continente não registra novos casos há 4 anos. (Foto: Reprodução/ Pius Utomi)

A OMS (Organização Mundial da Saúde) informou oficialmente nesta terça-feira (25) que a poliomielite selvagem está erradicada da África, após quatro anos sem registro de novos casos. A erradicação do poliovírus selvagem, causador da paralisia infantil, é a segunda erradicação desde a varíola, há 40 anos.

O último caso do poliovírus foi registrado na Nigéria, em 2016. O diretor-geral da OMS na região, Matshidiso Moeti parabenizou governos, comunidades locais e profissionais de saúde.

“Este é um marco importante para a África. Agora as futuras gerações de crianças do continente africano podem viver livres da poliomielite selvagem”, comemorou Moeti.

Em 1996 a poliomielite era responsável por paralisar cerca de 75 mil crianças por ano no continente. Chefes de estado de comprometeram a erradicar a doença, há 24 anos.

Após a erradicação no continente, apenas Afeganistão e Paquistão continuam a registrar transmissão do vírus e crianças doentes, com 58 e 29 casos até agora no ano de 2020, respectivamente. Até o início dos anos 2000, a Nigéria, na África, era um dos epicentros da doença.

Moeti ainda afirmou que é preciso manter altas taxas de vacinação para prevenir ressurgências do vírus selvagem. Além disso, o continente ainda precisa lidar com a forma viral da doença, derivada da vacina, que ocorre em locais com baixa imunização, totalizando 16 países africanos com surtos, atualmente.

(Com informações do Jornal Estadão)

Jornal Midiamax