Mundo

Estamos “sem chão”, diz família de brasileira morta em ataque na França

A prima da brasileira contou que irão se lembrar da alegria de Simone Barreto, uma das vítimas fatais do ataque na França.

Gabriel Neves Publicado em 30/10/2020, às 08h38

Simone Barreto Silva, brasileira morta em atentado em basílica de Nice, na França. (Foto: Divulgação/Lavage de la Madeleine)
Simone Barreto Silva, brasileira morta em atentado em basílica de Nice, na França. (Foto: Divulgação/Lavage de la Madeleine) - Simone Barreto Silva, brasileira morta em atentado em basílica de Nice, na França. (Foto: Divulgação/Lavage de la Madeleine)

A família da brasileira que morreu em um atendado terrorista em Nice, na França, está “sem chão”, com a notícia do atentado e morte da mulher.

O ataque ocorreu nesta quinta-feira (29), por volta das 9h local (5h de Brasília), na basílica de Notre Dame e deixou outras duas pessoas mortas e diversos feridos. O terrorista foi preso.

Em entrevista à GloboNews, Rita de Cássia Barret, prima da vítima, contou como a família reagiu ao descobrir sobre o óbito.

Simone Barreto Silva, de 44 anos, foi esfaqueada e morreu em um restaurante próxima à catedral. Ela morava na há 30 anos, conforme informou o Consulado Geral do Brasil.

Nascida em Salvador, na Bahia, ela tinha três filhos, segundo publicado no portal UOL.

“Como é que a gente recebe uma notícia de uma pessoa católica, cristã, que sai de manhã para trabalhar e deixa seus filhos em casa, e a noite a polícia liga e diz que essa pessoa não está mais em vida, não vai mais voltar. A gente está sem chão”, disse Rita.

Segundo Rita, as pessoas lembrarão da imagem alegre de Simone. “”Pessoa alegre, com a felicidade estampada no rosto, vontade de viver, onde chegava contagiava todo mundo e assim que vamos lembrar dela em todos os momentos”, disse.

Jornal Midiamax