O ex-prefeito da Coreia do Sul, Park Won-soon deixou um bilhete para sua família com um pedido de desculpas. O parlamentar foi encontrado morto nesta quinta-feira (9) por policiais sul-coreanos, que realizaram buscas em um parque.

“Peço desculpas a todos e agradeço aqueles que fizeram parte da minha vida. Peço desculpas à minha família, para quem eu só causei dor. Adeus a todos”, escreve a mão, Won-soon.

A polícia ainda investiga as causas da morte do prefeito. A hipótese de suícidio não é descarta pelas autoridades. A filha do prefeito é quem chamou a polícia após receber uma mensagem de despedida do pai e tentar ligar para ele, mas percebeu que o telefone estava desligado.

Won-soon estava sendo acusado de assédio sexual por uma ex-funcionária e, segundo a mídia, o caso ia ser alvo de uma matéria de programa de televisão.