Mundo

Durante pandemia, Texas se prepara para enfrentar furacão

Já pensou se preocupar com pandemia do coronavírus e ao mesmo tempo um furacão se aproximando? É esta a realidade dos moradores de Texas, nos Estados Unidos, Texas se preparam deste sábado (25) para enfrentar o furacão Hanna. O furacão é o primeiro do Atlântico na temporada de 2020. De acordo com o portal da Uol, […]

Dândara Genelhú Publicado em 26/07/2020, às 09h43 - Atualizado às 11h22

Homens observam mar agitado com a chegada do furacão. Foto: AP Photo/Eric Gay.
Homens observam mar agitado com a chegada do furacão. Foto: AP Photo/Eric Gay. - Homens observam mar agitado com a chegada do furacão. Foto: AP Photo/Eric Gay.

Já pensou se preocupar com pandemia do coronavírus e ao mesmo tempo um furacão se aproximando? É esta a realidade dos moradores de Texas, nos Estados Unidos, Texas se preparam deste sábado (25) para enfrentar o furacão Hanna.

O furacão é o primeiro do Atlântico na temporada de 2020. De acordo com o portal da Uol, os meteorologistas alertaram que este ciclone de categoria 1, com ventos de cerca de 120 km/h, que causará fortes chuvas, grandes ondas tempestades e perigosas inundações.

Hanna se formou na noite de quinta-feira (23) no Golfo do México e se transformou em furacão na noite de sexta-feira (24). De acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês), o furacão deve chegar ao território do Texas no fim da tarde, ou no início da noite.

“Prevê-se um fortalecimento adicional até que Hanna toque a terra mais tarde hoje. Espera-se um rápido enfraquecimento, depois que Hanna atingir o solo”, acrescentou o NHC. De acordo com a Uol, o boletim do Centro informa que o ciclone pode causar fortes ondas ciclônicas, com mais de um metro e meio de altura, assim como mais de 450 mm de precipitação. Além disto, fortes inundações podem acontecer devido ao furacão.

Estados mexicanos de “Coahuila, Nuevo León e o norte de Tamaulipas” também serão afetados pelas chuvas.  Poderão sofrer com “inundações repentinas com risco de morte, aumentos repentinos [no volume] em pequenos rios e inundações menores a moderadas de rios no sul do Texas”, de acordo com o NHC.

Nos Estados Unidos, o Texas possui um cenário crítico em relação a pandemia do coronavírus. O estado passa por um aumento de infecções. Para frear o avanço da pandemia, as autoridades estaduais anunciaram o uso obrigatório de máscara.

Jornal Midiamax