Mundo

Número de mortos do ciclone Idai passa de 750

O número de mortos do ciclone Idai que atingiu três países da África pela tempestade há 10 dias passa de 750. Equipes restauram a eletricidade, a água e tentam evitar o surto de cólera, disseram autoridades neste domingo, 24. Em Moçambique, o número de mortos subiu para 446; no Zimbábue há 259 mortos e pelo […]

Agência Estado Publicado em 24/03/2019, às 18h01 - Atualizado às 18h02

Estragos em Moçambique (Foto: Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho via Reuters/Direitos reservados)
Estragos em Moçambique (Foto: Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho via Reuters/Direitos reservados) - Estragos em Moçambique (Foto: Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho via Reuters/Direitos reservados)

O número de mortos do ciclone Idai que atingiu três países da África pela tempestade há 10 dias passa de 750. Equipes restauram a eletricidade, a água e tentam evitar o surto de cólera, disseram autoridades neste domingo, 24.

Em Moçambique, o número de mortos subiu para 446; no Zimbábue há 259 mortos e pelo menos 56 vítimas fatais no Malawi, um total de 761 nas três nações.

Todos os números de mortes ainda são preliminares, alertou o ministro do Meio Ambiente de Moçambique, Celso Correia. À medida que as águas das inundações baixam, mais corpos são descobertos e o número de mortos só em Moçambique pode estar acima da estimativa inicial de 1.000.

Quase 110 mil pessoas estão em acampamentos mais de uma semana após a passagem do Idai, disse Correia.

Jornal Midiamax