Mundo

Coreia do Sul diz estar ‘muito preocupada’ com lançamento de mísseis

A Coreia do Sul disse em comunicado estar “muito preocupada” com a atitude da Coreia do Norte, afirmando ser uma violação do acordo do ano passado entre as Coreias para reduzir tensões entre os países. Na manhã deste sábado,4, a Coreia do Norte lançou mísseis de curto alcance no Mar Leste da península coreana, segundo […]

Agência Estado Publicado em 04/05/2019, às 09h00

None
A Coreia do Sul disse em comunicado estar “muito preocupada” com a atitude da Coreia do Norte, afirmando ser uma violação do acordo do ano passado entre as Coreias para reduzir tensões entre os países.
Na manhã deste sábado,4, a Coreia do Norte lançou mísseis de curto alcance no Mar Leste da península coreana, segundo informações do Comando Conjunto da Coreia do Sul (JCS, na sigla em inglês), se confirmado, seria o primeiro uso de mísseis balísticos do país desde novembro de 2017.
A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, disse em comunicado que os Estados Unidos estavam cientes das ações da Coreia do Norte e que continuariam a monitorar a situação.

O ministério de Relações Exteriores da Coreia do Sul afirmou que o país e os EUA estão analisando o lançamento dos mísseis. A declaração foi dada após conversas por telefone entre o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e sua homóloga em Seul.

A ministra de Relações Exteriores da Coreia do Sul, Kang Kyung-wha, também falou por telefone com o ministro das Relações Exteriores do Japão, Taro Kono. Eles concordaram em manter coordenação enquanto respondem cuidadosamente aos lançamentos. O ministério da Defesa do Japão afirmou que os projéteis não eram uma ameaça de segurança e que eles não se aproximaram da costa do país. O Japão deve evitar qualquer resposta mais forte, pois o primeiro-ministro Shinzo Abe tenta conseguir uma cúpula com o líder norte-coreano Kim Jong-un.

O exército da Coreia do Sul aumentou sua vigilância para o caso de haver mais disparos. O país afirmou inicialmente que um único míssil havia sido lançado, mas depois divulgou comunicado que falava em “diversos projéteis” e que eles chegaram a voar 200 quilômetros antes de atingirem o mar.

Jornal Midiamax

☰ Últimas Notícias