Mundo

Seita ‘psicótica’ que forçava a dieta e escravidão é descoberta na Itália

Mulher chegou a pesar 35 kg seguindo dieta do grupo

Joaquim Padilha Publicado em 18/03/2018, às 14h55

None

Mulher chegou a pesar 35 kg seguindo dieta do grupo

Uma “seita psicótica”, como classificou a Polícia da Itália, foi desmantelada nesta semana no país. O grupo forçava seus seguidores a aderirem a uma dieta alimentar rigorosa e a se isolar do mundo exterior.

Cinco pessoas são investigadas por diversos crimes envolvendo a seita, como maus-tratos e evasão de impostos. O fundador do grupo, o magnata Mario Pianesi, está entre os investigados.

Pianesi é acusado de manipular seguidores da dieta que criou. A dieta, chamada de “Ma-Pi”, com suas iniciais, proporcionaria “curas milagrosas”, segundo seu discurso.

Uma denúncia feita em 2013 por uma jovem que deixou a seita incentivou as investigações. Além de pagar pelas dietas e fazer doações, os membros da ceita eram forçados a trabalharem por horas sem pagamento.Seita 'psicótica' que forçava a dieta e escravidão é descoberta na Itália

Uma mulher chegou a pesar apenas 35 kg seguindo a dieta macrobiótica de Pianesi. A maioria das vítimas da seita eram pessoas com problemas de saúde mental, incentivadas a abandonar a medicina tradicional.

A dieta macrobiótica é composta pela ingestão de alimentos orgânicos, cultivados localmente e sazonais, e pela restrição ou redução do consumo de produtos de origem animal.

A dieta também possui recomendações como apenas comer quando estiver com fome e beber só quando tiver sede, além de evitar o preparo dos alimentos em fornos de microondas e fogões elétricos.

Jornal Midiamax