Mundo

Madrasta manda torturar e matar enteada por ciúme na Índia

Uma mulher e seis homens, entre eles um adolescente de 14 anos, foram presos após o estupro coletivo e homicídio de uma menina de 9 anos em Caxemira, na Índia. A criança estava desaparecida há 10 dias e o corpo foi encontrado em um bosque no último domingo (02). Segundo informações da polícia local, a […]

Egina Becker Publicado em 05/09/2018, às 18h01

None

Uma mulher e seis homens, entre eles um adolescente de 14 anos, foram presos após o estupro coletivo e homicídio de uma menina de 9 anos em Caxemira, na Índia. A criança estava desaparecida há 10 dias e o corpo foi encontrado em um bosque no último domingo (02).

Segundo informações da polícia local, a mulher era madrasta da vítima, e teria mandado torturar e matar a menina pois estava com ciúme da proximidade dela com o pai, o que ela considerava uma aproximação dele com a ex-esposa.

Conforme apurado, a mulher teria assistido a tortura da menina, que foi violentada por três homens, teve os olhos arrancados e o corpo queimado com ácido.

O policial Mir Imtiyaz Hussain disse à NDTV que a garota foi morta com um golpe de machado, depois de sofrer violência sexual. Hussain informou ainda que a morte foi motivada por rancor e ciúme. “Descobrimos que a madrasta nutria rancor contra a segunda esposa do marido e os filhos que ele teve nesse casamento”.

Jornal Midiamax