País promete mísseis com alvos em território norte-americano

O presidente da , Kim Jong-un, alertou que o míssil lançado pelo país que sobrevoou a ilha do Japão nesta terça-feira (29) foi apenas um “prelúdio”, e prometeu o lançamento de mais mísseis sobre o território japonês em discurso nesta quarta-feira (30).

O lançamento do míssil, um Hwasong-12 de alcance médio, elevou a um novo nível a crise entre a Coreia do Norte e os países asiáticos. A ameaça ocorre um mês após a península norte-coreana lançar um míssil com capacidade de alcançar os Estados Unidos.

Desde então, a tensão entre Estados Unidos e Coreia do Norte vem aumentando. O país norte-coreano prometeu o lançamento de mísseis sobre a ilha de Guam, que faz parte do território americano no Pacífico, onde vivem mais de 6 mil soldados dos EUA em missões estratégicas.Coreia do Norte ignora ONU e ameaça lançar mais mísseis sobre Japão

Segundo o jornal estatal da Coreia do Norte, o lançamento do míssil nesta terça foi um “prelúdio importante para conter Guam, base avançada da invasão”, referindo-se aos exercícios militares conjuntos entre Estados Unidos e Coreia do Sul.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou “firmemente” nesta terça-feira o lançamento do míssil norte-coreano. O órgão impôs recentemente uma série de sanções à Coreia do Norte.