Mundo

Conselheiros de Trump usaram e-mail privado para tratar de assuntos do governo, diz jornal

O jornal ouviu autoridades americanas, que não quiseram se identificar

Clayton Neves Publicado em 26/09/2017, às 00h35

None

O jornal ouviu autoridades americanas, que não quiseram se identificar

Pelo menos seis conselheiros próximos do presidente americano Donald Trump usaram ocasionalmente contas de e-mail particulares para tratar de assuntos da Casa Branca, segundo reportagem do jornal “New York Times” publicada nesta segunda-feira (25). O jornal ouviu autoridades americanas, que não quiseram se identificar.

Entre os conselheiros estão Jared Kushner, genro de Trump, Stephen K. Bannon, ex-estrategista chefe da Casa Branca, e Reince Priebus, ex-chefe de gabinete do presidente. Ivanka Trump, filha mais velha do presidente e sua assistente, também teria usado uma conta de e-mail privada para tratar de assuntos de governo, de acordo com reportagem da revista “Newsweek”.

Segundo observa o “New York Times”, não é ilegal que autoridades da Casa Branca usem contas particulares de e-mail desde que as mensagens relacionadas a trabalho sejam encaminhadas às contas do governo para que elas possam ser arquivadas.

O uso de e-mail particular para tratar de assuntos do governo foi um dos focos da campanha presidencial de 2016. Trump desqualificava sua então adversária Hillary Clinton por ter feito uso, quando secretária de Estado entre 2009 e 2013, de um servidor privado de e-mails, e não dos sistemas do governo — o que foi alvo de investigação pelo FBI. Segundo Trump, esse foi o “maior escândalo político desde o Watergate”.

Jornal Midiamax