Mundo

Cão policial é expulso de corporação por ser ‘dócil demais’, na Austrália

Cãozinho já recebeu novo trabalho

Joaquim Padilha Publicado em 08/06/2017, às 12h34

None

Cãozinho já recebeu novo trabalho

Um cão policial, chamado Gavel, foi expulso da corporação da Polícia de Queenslan, na Austrália, por ser “muito dócil”. Os policiais reclamavam que o animal preferia brincar com estranhos do que perseguir criminosos.

Segundo informações do jornal Sydney Morning Herald, o cachorro era muito sociável para trabalhar na corporação, frequentemente deixando com a barriga pra cima esperando pelo carinho dos policiais.

Mesmo tendo sido reprovado, o cão Gavel, que virou uma febre no Estado de Queensland, recebeu um novo trabalho para o poder público australiano.

Agora o cãozinho trabalha recebendo visitantes no Palácio do governador de Queensland. É um trabalho prefeito para o cachorro, que pode sair para brincar quando quiser.

O cão Gavel ainda ganhou um casaco feito especialmente para ele, com a logo do Palácio Governamental. Agora ele é chamado de “primeiro-cão oficial vice-régio da província”.

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax