Mundo

Polícia turca prende 13 suspeitos de envolvimento com atentado a aeroporto

Entre eles há três estrangeiros

Norberto Liberator Publicado em 30/06/2016, às 13h51

None
turq.jpg

Entre eles há três estrangeiros

A polícia da Turquia deteve 13 pessoas nesta quinta-feira (30), por suspeita de envolvimento nos atentados suicidas que deixaram 43 mortos e 239 feridos no aeroporto de Istambul, de acordo com a agência AFP.

Um funcionário, que não quis se identificar, afirmou que os terroristas que se suicidaram no ataque vinham da Rússia, Uzbequistão e Quirguistão. O ministro do Interior da Turquia, Efkan Ala, disse que há mais estrangeiros do que se acreditava no início, entre as vítimas que morreram durante o atentado.

"Das 43 pessoas que perderam a vida neste ataque, 19 são cidadãs estrangeiras", disse o ministro em discurso no Parlamento. No início, as autoridades acreditavam haver 13 pessoas não turcas entre os assassinados. A polícia havia iniciado operações em 16 domicílios em Istambul.

O jornal turco Hurriyet afirmou que um dos autores do atentado foi Osman Vadinov, um combatente checheno que teria saído de Aqa, reduto do Estado Islâmico na Síria, para a Turquia. O Ataturk é o terceiro maior aeroporto da Europa.

Jornal Midiamax