Mundo

Obama espera mudanças de Assad para revogar sanções à Síria

Eventual revogação teria objetivo de promover diálogo

Norberto Liberator Publicado em 04/05/2016, às 14h58

None
obama_7.jpg

Eventual revogação teria objetivo de promover diálogo

Os Estados Unidos podem revogar as sanções contra a Síria, de acordo com uma declaração da Casa Branca. Segundo a instituição, o governo pretende reavaliar as mudanças de programa do governo sírio, para então decidir se as medidas continuam ou são revogadas.

O presidente norte-americano, Barack Obama, havia prorrogado as sanções, que foram impostas pela primeira vez em 2006. As medidas restritivas iam até o dia 11 de maio deste ano, mas com a prorrogação, o prazo deixa de acabar no próximo mês.

A justificativa para a prorrogação foi a instabilidade política presente na Síria, que enfrenta desde 2011 uma guerra civil violenta, entre governo e forças rebeldes, e aumentada com a atuação de organizações extremistas, como o Estado Islâmico, que controlam algumas áreas da região.

De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), a guerra civil síria já deixou mais de 250 mil mortos, além de ter feito com que milhões de pessoas deixassem o país. Os dados não são completos, pois não é possível fazer um balanço preciso, devido à violência presente diariamente no local, principalmente onde ainda há combates.

(Sob supervisão de Arlindo Florentino)

Jornal Midiamax