Mundo

Líder do Partido Republicano diz ‘não estar pronto’ para apoiar Donald Trump

Paul Ryan é um antigo rival do magnata dentro do partido

Norberto Liberator Publicado em 06/05/2016, às 12h03

None
trump_0.jpg

Paul Ryan é um antigo rival do magnata dentro do partido

A rejeição dos republicanos ao provável candidato do partido à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, tem gerado polêmica no país. Em entrevista à rede CNN, o líder do partido na Câmara norte-americana, Paul Ryan, afirmou na quinta-feira (5) à noite que ‘não está pronto’ para declarar apoio ao magnata.

“Nesta fase, ainda não estou pronto para isso. Ainda não cheguei lá”, declarou Ryan, que ocupa o cargo mais alto no escalão do Partido Republicano. “A maior parte da tarefa de unir o partido terá de partir do nosso presumível candidato”, afirmou, sem deixar claro se haveria a possibilidade de apoiar Trump em uma eventual oficialização de candidatura.

Ele disse que o partido precisa de um candidato que ‘mantenha os princípios e deve apelar uma larga e vasta maioria dos americanos’, deixando subentendido que o bilionário não se encaixaria no perfil. Ainda afirmou que o Partido Republicano é ‘o mesmo de Lincoln’, em referência ao presidente que assinou a libertação dos escravos no país e é considerado herói nacional.

Paul Ryan é um desafeto histórico de Trump dentro do partido. Quando o polêmico megaempresário declarou que os EUA devem impedir a entrada dos muçulmanos no país, Ryan rebateu dizendo: “isto não é o que nós somos enquanto partido”. Ele finalizou declarando que ‘alguns dos melhores e maiores aliados na luta contra o islã radical são muçulmanos’, de acordo com o portal português Observador.

Jornal Midiamax