Mundo

Grupo ligado ao Estado Islâmico assume atentado que matou oito policiais no Egito

A organização terrorista divulgou a informação em seu Twitter

Norberto Liberator Publicado em 09/05/2016, às 10h58

None
egito43543.jpg

A organização terrorista divulgou a informação em seu Twitter

Um grupo radical egípcio ligado ao Estado Islâmico assumiu a autoria do assassinato de oito policiais, no Cairo. O atentado ocorreu na madrugada de sábado (7) para domingo (8). Os terroristas afirmam ter “vingado mulheres puras mantidas em prisões pelos apóstatas”.

De acordo com o portal português Observador, o movimento que reivindica o ataque jurou lealdade ao Estado Islâmico em novembro de 2014. Uma tropa atacou um veículo que transportava os oito policiais, matando todos. O ‘Estado Islâmico do Egito’ publicou a informação em uma de suas contas do Twitter.

O ataque ocorreu em Helwan, um subúrbio da capital egípcia, e os policiais estavam à paisana, de acordo com o Ministério do Interior do Egito. Uma das vítimas era um tenente. O grupo que reivindicou o atentado vem assumindo a autoria da maioria dos ataques ocorridos no país.

Jornal Midiamax