Mundo

Fonte que revelou escândalo dos ‘Panama Papers’ quebra silêncio

Não foram divulgados quaisquer dados pessoais sobre a fonte

Norberto Liberator Publicado em 06/05/2016, às 15h09

None
mossack.jpg

Não foram divulgados quaisquer dados pessoais sobre a fonte

A fonte responsável pela divulgação dos Panama Papers decidiu abrir o jogo, nesta sexta-feira (6), ao jornal britânico The Guardian, um dos envolvidos na investigação do caso. Não foi revelado seu nome, idade ou gênero, mas foi explicado o motivo para que divulgasse os milhões de documentos do escritório de adocacia panamenho Mossack Fonseca, de acordo com a publicação portuguesa Jornal de Notícias.

"Para que fique registrado, não trabalho para qualquer Estado ou agência de informação, nem diretamente nem com consultor, e nunca trabalhei. O meu ponto de vista é apenas o meu", afirmou a fonte, que nega qualquer envolvimento com trabalhos de espionagem. Ela conta que entrou em contato com o jornalista Bastian Obermayer, do jornal alemão Süddeutsche Zeitung, e perguntou: “está interessado em dados secretos?”.

A fonte ainda deu detalhes sobre como funciona o sistema de criação de offshores pela agência panamenha."As offshores são muitas vezes associadas à evasão fiscal. Mas os Documentos do Panamá mostram sem dúvida que, apesar de não serem ilegais, as offshore são usadas para cometer crimes sérios", afirma. "As desigualdades do rendimento são uma das grandes questões do nosso tempo”.

Jornal Midiamax