Mundo

Equação ‘suspeita’ escrita por passageiro faz decolagem ser suspensa nos EUA

A passageira ao lado diz ter se sentido mal ao ver as anotações

Norberto Liberator Publicado em 09/05/2016, às 12h22

None
equacao.jpg

A passageira ao lado diz ter se sentido mal ao ver as anotações

Um voo nos Estados Unidos foi interrompido devido a uma equação considerada ‘suspeita’. De acordo com a rede BBC, o economista italiano Guido Menzio foi retirado do avião, depois de uma mulher a seu lado dizer que se sentia mal pelas suas anotações.

O 'passageiro matemático' precisou apresentar suas anotações para que o avião decolasse, depois de mais de duas horas de atraso. 

"É um tanto ou quanto engraçado, porém um pouco preocupante. A mulher olhou para mim, me viu escrevendo uma fórmula misteriosa e concluiu que eu tinha más intenções. Por causa disso, um voo inteiro atrasou”, disse o economista à rede britânica.

Menzio, que é professor na Universidade da Pensilvânia, havia embarcado para ir a Ontario, no Canadá, dar uma palestra.

O professor ainda afirmou, em entrevista à agência AP, que deveria haver uma checagem adicional para evitar transtornos como o que o envolveu. “Se decidirmos não investigar um pouco mais um alerta de 'atividade suspeita' iremos criar muitos problemas, especialmente se considerarmos que estão surgindo cada vez mais atitudes xenófobas".

A empresa responsável pelo voo, a American Airline, afirmou que as normas protocolares foram obedecidas e que foram investigar as alegações da passageira, concluindo que não havia fundamento nelas. Ela foi transferida para outro voo, que decolaria na mesma noite.

(Sob supervisão de Ludyney Moura)

Jornal Midiamax