Mundo

Polícia da Itália está em ‘alerta máximo’ para atentados no Vaticano

TV israelense disse que território seria o próximo alvo de ataques.

Clayton Neves Publicado em 12/01/2015, às 16h44

None
8888.jpg

TV israelense disse que território seria o próximo alvo de ataques.

A polícia de Roma está em “alerta máximo” para ataques terroristas no Vaticano, a pesar de não haver até o momento nenhuma novidade a respeito de possíveis ataques na sede da Igreja Católica, disse nesta segunda-feira (12) o chefe da divisão de operações especiais da polícia da cidade, Diego Parente.

A declaração foi dada após a divulgação de notícias na imprensa local de que havia risco de um atentado terrorista no Vaticano. “Sobre isto não foi encontrada nenhuma confirmação até agora”, disse Parente, segundo a agência de notícias italiana Ansa.

O policial disse que as autoridades aumentaram as medidas de segurança na área judaica de Roma e ao redor das escolas judaicas da cidade.

O Ministro do Interior da Itália, Angelino Alfano, disse nesta segunda que as autoridades italianas não encontraram nenhuma confirmação sobre as informações de que o Vaticano seria o próximo alvo de terroristas islâmicos, após os atentados ocorridos na França na semana passada.

“Fizemos uma checagem com as autoridades de segurança de outros países e este não é o caso”, afirmou o ministro.

A TV estatal israelense reportou nesta segunda que a inteligência americana havia alertado o Vaticano sobre um possível ataque terrorista no território. O ministro disse, entretanto, que o nível de alerta permanece alto porque o Vaticano já era um alvo potencial.

“Infelizmente, o Estado Islâmico mencionou o Vaticano diversas vezes. É por isso que não subestimamos nenhuma hipótese”, disse o ministro.

Jornal Midiamax