Mundo

Operação antiterrorista na Bélgica teve 13 detidos; policiais seriam alvo

Dois suspeitos foram mortos em confronto com a polícia em Verviers

Gerciane Alves Publicado em 16/01/2015, às 12h09

None

Dois suspeitos foram mortos em confronto com a polícia em Verviers

A polícia da Bélgica deteve 13 pessoas durante a operação antiterrorista realizada nesta quinta-feira (15) ao redor do país, e outras duas pessoas envolvidas com as investigações foram detidas na França, informou a promotoria local, de acordo com a agência Reuters.

Além de armas e explosivos, uniformes da polícia foram achados em um apartamento na cidade de Verviers, relacionado aos dois homens que foram mortos após um confronto com a polícia durante a operação.

As autoridades disseram temer que o grupo estivesse prestes a lançar ataques contra alvos policiais.

O Ministério Público também indicou em uma coletiva de imprensa que pedirá a extradição de dois belgas detidos na França no âmbito desta investigação, embora não exista relação com os ataques de Paris da semana passada.

O premiê da França, Manuel Valls, também disse nesta sexta que não á “vínculo direto” entre os atentados da semana passada na França e as operações antiterror na Bélgica.

“Parece que não há vínculo: o vínculo que existe é a vontade dos terroristas de atacar nossos valores e nossos cidadãos”, explicou partir de Quimper, no oeste da França.

Jornal Midiamax