Mundo

Mais de 30 movimentos se unem ao grupo Estado Islâmico

Movimentos são de diferentes tamanhos e importância

Clayton Neves Publicado em 01/04/2015, às 20h46

None
efe2.jpg

Movimentos são de diferentes tamanhos e importância

Vinte e um movimentos jihadistas no mundo juraram lealdade ao líder do grupo Estado Islâmico (EI), Abu Bakr al-Baghdadi, e dez expressaram apoio, de acordo com uma lista compilada pelo centro americano de vigilância de grupos extremistas IntelCenter.

De acordo com essa lista, esses 31 movimentos estão implantados em todo o mundo, em um arco que vai da Argélia à Indonésia.

O líder da Daech (acrônimo em árabe para o EI) proclamou no final de junho de 2014, na cidade iraquiana de Mossul, o estabelecimento de um califado islâmico e adotou o nome de “califa Ibrahim”, exortando todos os muçulmanos do mundo a jurar lealdade a ele.

No dia seguinte, um grupo na Argélia (o Batalhão Al-Huda no Magrebe), outro no Sinai egípcio (Jamaat Ansar al-Bait Maqdis) e outro em Baalbeck (Líbano, Liwa Ahrar al-Sunna) prometeram lealdade ao novo líder, seguidos nas semanas posteriores por 18 outros movimentos, incluindo o Boko Haram na Nigéria e o Jund al-Khilafah na Tunísia.

Dez outros grupos, segundo o IntelCenter, manifestaram o seu apoio ao califa sem jurar lealdade formalmente.

Esses 31 movimentos são de diferentes tamanhos e importância, alguns altamente estruturados e com centenas e, às vezes, milhares de combatentes e outros quase inexistentes ou dissidentes de movimentos jihadistas conhecidos, dizem os especialistas.

Jornal Midiamax