Mundo

Lutador que confundiu idosa com Hitler e a decapitou será internado

Jovem de 25 anos acreditava estar 'matando demônios'

Clayton Neves Publicado em 23/06/2015, às 15h00

None
artigo-sintefpb-uma-historia-de-lutas.jpg

Jovem de 25 anos acreditava estar ‘matando demônios’

Um lutador de artes marciais que decapitou uma idosa em Londres ao confundi-la com Hitler e será internado por tempo indeterminado em um hospital psiquiátrico, segundo decisão do júri.

Nicholas Salvador, de 25 anos, acreditava estar “matando demônios” quando invadiu várias casas do bairro de Edmonton, no norte de Londres, em 4 de setembro de 2014.

O lutador cruzou com Palmira Silva, de 82 anos, que estava em seu jardim, a esfaqueou e a decapitou, como se pode ver no vídeo da câmera de segurança exibido no tribunal.

Durante o violento ataque, dois gatos também foram mortos.

A polícia finalmente conseguiu encurralá-lo e levá-lo preso.

Dois psiquiatras concordaram que o homem sofre de esquizofrenia paranoica. Ela acreditava que a idosa que assassinou era a encarnação de Adolf Hitler ou de um demônio.

Jornal Midiamax