Mundo

Grupo EI liberta mais de 200 reféns yazidis no Iraque

Entre os reféns libertados estão idosos, mulheres, crianças e pessoas portadoras de deficiência mental

Clayton Neves Publicado em 17/01/2015, às 19h46

None
42b553b966795c8d84599fea92c2cca315ac6b53.jpg

Entre os reféns libertados estão idosos, mulheres, crianças e pessoas portadoras de deficiência mental

O grupo Estado Islâmico (EI) libertou neste sábado no Iraque mais de 200 reféns yazidis, uma minoria religiosa particularmente perseguida por jihadistas, afirmaram autoridades curdas e um militante pelos direitos da comunidade yazidi.

Entre os reféns libertados estão idosos, mulheres, crianças e pessoas portadoras de deficiência mental, informou um general das forças de segurança curdo-iraquianas.

Os reféns foram conduzidos da província de Nínive (norte) à cidade de Kirkuk, mais ao sul, segundo Saman Jabari, um político curdo.

Jodr Domli, um militante dos direitos da comunidade yazidi, afirmou que 350 pessoas foram libertadas ao sul de Kirkuk, e recebidas pelas forças de segurança e funcionários curdos.

Os jihadistas sunitas, que assumiram o controle de grandes extensões do território do Iraque e da Síria, consideram hereges a minoria yazidi, cuja fé é pré-islâmica.

Jornal Midiamax