Mundo

Explosões matam dezenas na China e são vistas do espaço

Depósito com materiais químicos explodiu em zona portuária da cidade de Tianjin

Clayton Neves Publicado em 13/08/2015, às 11h00

None
china2.jpg

Depósito com materiais químicos explodiu em zona portuária da cidade de Tianjin

Pelo menos 44 pessoas morreram e mais de 500 ficaram feridas após duas grandes explosões na cidade portuária de Tianjin, no nordeste da China.

Entre os mortos estavam 12 bombeiros, de acordo com a agência de notícias oficial chinesa Xinhua.

As explosões ocorreram em um depósito que estocava material “perigoso e químico” na área portuária da cidade.

Eles provocaram uma bola de fogo gigante que pôde ser vista do espaço.

Prédios em um raio de dois quilômetros tiveram janelas quebradas, escritórios foram destruídos e centenas de carros pegaram fogo.

Imagens da mídia chinesa mostram moradores e trabalhadores deixando suas casas – alguns cobertos pelo sangue de ferimentos provocados por estilhaços de vidro e destroços.

A primeira explosão ocorreu por volta das 23h30 do horário local na quarta-feira (12h30 em Brasília).

Segundo o centro responsável por monitorar terremotos na China, a primeira explosão teve força equivalente à detonação de três toneladas de dinamite. A segunda teria sido semelhante à explosão de 21 toneladas de dinamite.

Jornal Midiamax