Mundo

Coreia do Norte vai adotar fuso horário próprio

'Hora de Pyongyang' vai atrasar os relógios do país a partir de 15 de agosto

Clayton Neves Publicado em 07/08/2015, às 12h00

None
alx_kim_jong-un_-20150509-11_original.jpeg

‘Hora de Pyongyang’ vai atrasar os relógios do país a partir de 15 de agosto

A Coreia do Norte anunciou nesta sexta-feira (7) que vai adotar um fuso horário próprio – a “hora de Pyongyang”. Com a medida, todos os relógios do país serão atrasados em 30 minutos a partir de 15 de agosto. A mudança marca o aniversário de 70 anos da libertação da península coreana do domínio japonês, ao final da II Guerra Mundial.

Segundo a agência de notícias estatal KCNA, a medida busca eliminar o legado do período em que a região foi uma colônia do império japonês, entre 1910 e 1945. Antes de o Japão igualar por decreto o horário coreano ao de Tóquio, em 1912, a península tinha o fuso que agora passará a ser adotado por Pyongyang. “Os cruéis imperialistas japoneses cometeram muitos crimes imperdoáveis, até o de privar a Coreia de sua hora padrão enquanto pisoteavam suas terras sem piedade”, destacou a agência oficial do regime norte-coreano.

A Coreia do Sul estimou que a mudança pode causar algumas complicações na zona industrial de Kaesong, uma das poucas iniciativas de cooperação entre as duas Coreias. Por praticidade, Seul mantém o fuso horário estabelecido na época do império japonês. Contudo, por um curto período entre 1954 e 1961 a Coreia do Sul retornou ao fuso pré-colonial, também em uma iniciativa de ruptura com o Japão.

Jornal Midiamax