Mundo

Carro-bomba explode no Cairo e mata um em frente ao prédio do consulado italiano

Autoridades ainda não sabem dizer se ação foi terrorista

Clayton Neves Publicado em 11/07/2015, às 14h31

None
8z8s6t2dio9ywv0ju5ex0znlo.jpg

Autoridades ainda não sabem dizer se ação foi terrorista

O ministro das relações exteriores da Itália prometeu que o país não será intimidado depois de uma explosão na manhã deste sábado (11) deixar um morto e provocar danos expressivos no prédio do consulado italiano na capital egípcia.

Em uma mensagem em seu Twitter, Paolo Gentiloni afirmou que “Nossos pensamentos estão com as pessoas afetadas e com o nosso pessoal. A Itália não se deixará intimidar.”

A explosão aconteceu neste sábado por volta das 6h, horário local, 1h10 no horário de Brasília. Autoridades do Egito afirmam que houve um morto e quatro feridos na explosão. A vítima não foi identificada ainda, mas testemunhas sugerem que ele estava perto do local no momento da explosão do carro-bomba.

Segundo o jornal Corriere della Sera, o consulado ainda estava fechado e segundo Gentiloni, não há funcionários do consulado entre as vítimas do ataque.

Um oficial de segurança disse que a causa exata da explosão ainda não está clara e nenhum grupo terrorista reivindicou o ataque. No entanto, o Egito está no meio de uma onda crescente de violência nas últimas semanas entre forças do governo e militantes do Estado Islâmico.

Há cerca de duas semanas, o promotor-chefe do país foi morto em uma explosão perto de sua casa no Cairo enquanto seguia para o trabalho. Dias depois, o EI atacou instalações militares em província do norte do Sinai deixando mais de 60 soldados mortos em um dos ataques mais mortais contra tropas na área.

Jornal Midiamax