Mundo

Bélgica dá “por encerrada” operação antiterrorista contra jihadistas

Nas operações dois suspeitos de terrorismo que retornaram recentemente da Síria morreram

Gerciane Alves Publicado em 16/01/2015, às 14h02

None

Nas operações dois suspeitos de terrorismo que retornaram recentemente da Síria morreram

As operações antiterroristas desta quinta-feira contra supostos jihadistas em várias localidades da Bélgica “terminaram”, afirmou nesta sexta-feira o vice-primeiro-ministro e titular de Relações Exteriores do país, Didier Reynders.

“As operações no terreno terminaram. Analisaremos agora os dados e veremos se a Polícia e as autoridades judiciais terão que tomar outras medidas”, disse Reynders em declarações divulgadas pela imprensa local.

Nas operações dois suspeitos de terrorismo que retornaram recentemente da Síria morreram.

Um terceiro, que ficou ferido no ataque a uma casa no centro de Verviers foi detido.

A procuradoria federal convocou uma entrevista coletiva para as 12h GMT (10h de Brasília) após as operações policiais efetuadas na quinta-feira em Verviers e na região de Bruxelas.

Os suspeitos teriam planejado atentados de envergadura e de maneira iminente, em “horas”, segundo a imprensa local, contra a Polícia.

A maioria das delegacias de Bruxelas aumentou a proteção e proibiu o acesso às ruas próximas a veículos.

A rede de televisão RTL afirmou hoje que uma delegacia de Bruxelas foi efetivamente evacuada após receber uma ameaça de bomba, que finalmente era falsa.

De acordo com outras fontes, em uma segunda operação realizada ontem à noite em Verviers, na província de Liège, as forças de segurança apreenderam quatro fuzis Kalashnikov, de material para fabricar bombas e acharam na casa uniformes da Polícia.

Jornal Midiamax