Mundo

Atentado suicida deixa três mortos em Cabul, no Afeganistão

Carro-bomba atingiu tropas internacionais próximo a aeroporto

Clayton Neves Publicado em 17/05/2015, às 14h06

None
afghanistan_fran.jpg

Carro-bomba atingiu tropas internacionais próximo a aeroporto

 Pelo menos três pessoas morreram e outras 18 ficaram feridas neste domingo (17) em um atentado suicida contra um comboio de tropas internacionais nas imediações do Aeroporto Internacional de Cabul, capital do Afeganistão, segundo as agências Efe, AP e o site inglês The Guardian. Uma das vítimas mortas era um estrangeiro, diz a Efe.

“Um suicida detonou esta manhã um veículo carregado de explosivos contra um comboio das forças estrangeiras no distrito policial número 15 da capital afegã, próximo a um prédio militar da Otan e ao aeroporto da cidade”, disse o chefe de Emergências do Ministério do Interior, Homayoon Ain.

A missão policial da União Europeia no Afeganistão (Eupol) confirmou à agência Efe a morte de um de seus membros, sem informar a nacionalidade da vítima, enquanto outros três que viajavam no mesmo veículo sofreram feridas leves e foram levados para uma área segura.

“No ataque de hoje morreram duas mulheres e 18 pessoas – 8 mulheres, 7 homens, 3 crianças – ficaram feridas”, disse o porta-voz do ministério do Interior, Sediq Sediqqi, em uma mensagem no Twitter. O presidente afegão, Ashraf Ghani, condenou o ataque.

“Um suicida detonou hoje às 9 da manhã perto do aeroporto de Cabul seu Toyota Sedan, que tinha como alvo um comboio das forças estrangeiras”, indicou à AFP um porta-voz da polícia, Ebadullah Karimi.

O número de vítimas foi confirmado pelo médico Jalilullah Hodjil, diretor-adjunto do hospital Wazir Akbar Khan. Ele declarou à AFP que os feridos foram atendidos e que suas vidas não correm risco.

“Tudo o que podemos dizer neste momento é que dois veículos da Eupol estavam no lugar no momento do ataque”, disse à AFP um dos porta-vozes da missão, Aziz Basam.

Uma fonte da Embaixada britânica em Cabul que preferiu manter o anonimato informou à Efe sobre a morte de um cidadão britânico, que trabalhava para a EUPOL, mas que não fazia parte da equipe. “Nossos consulados estão preparados para oferecer ajuda à família da vítima”, declarou a fonte, sem querer informar mais detalhes.

Os talibãs reivindicaram o atentado em sua conta oficial do Twitter. De acordo com o grupo insurgente, este foi o quinto ataque contra as forças de segurança na capital afegã desde o início da ofensiva talibã de primavera, no dia 24 de abril. No último, 15 pessoas morreram na quinta-feira em uma casa de hóspedes dominada por um insurgente armado, incluindo quatro indianos, um americano, um italiano e vários afegãos.

A formação insurgente anunciou na quarta-feira represálias contra as tropas internacionais pela decisão da Otan de estender sua presença no Afeganistão além de 2016 e insiste na saída das forças estrangeiras como condição para começar negociações de paz no país.

Jornal Midiamax