Mundo

Jornal chinês responsabiliza o Google por bloqueio do Gmail

Webmail do Google ficou totalmente bloqueado nos últimos dias.

Gerciane Alves Publicado em 31/12/2014, às 10h00

None

Webmail do Google ficou totalmente bloqueado nos últimos dias.

O bloqueio do Gmail na China por razões políticas de segurança é uma hipótese “duvidosa”, e é preciso saber se o Google está disposto a “acatar as leis chinesas”, afirmou nesta terça-feira (30) um jornal de Pequim.

“Na raiz do problema está a dúvida sobre em que medida a Google estará disposto a acatar as leis chinesas, sobre as quais a posição da China é firme”, diz o “Global Times” em um editorial.

“É duvidoso que a China tenha bloqueado o Gmail somente por razões de segurança interna”, completa o jornal.

Segundo analistas, ao bloquear o acesso do Gmail – maior serviço de email do mundo – na China, a censura de Pequim deseja empurrar seus internautas aos serviços de e-mail locais, aos quais a polícia tem uma acesso mais fácil.

O “Global Time”s, contudo, não confirma esta tese. “Os novos problemas de acesso ao Gmail podem ser causados pela China, pelo próprio Google, ou pelos dois juntos”, afirma, criticando a atitude dos meios de comunicação ocidentais que “imediatamente acusaram as autoridades chinesas”.

O jornal oficial lembra a longa história de conflitos entre a China e o Google que, em 2010, deixou parcialmente a República Popular da China e instalou seus servidores em Hong Kong, tentando escapar da censura.

Jornal Midiamax